Blog da Brasilmaxi

O que é Logística 4.0 e como ela pode impactar seu negócio nos próximos anos

O que é Logística 4.0 e como ela pode impactar seu negócio nos próximos anos

Afetando a economia e os negócios a 4ª revolução industrial, ou indústria 4.0, traz mudanças que transformam a sociedade e impactam nosso estilo de vida. Combinando fenômenos como a internet das coisas, impressão em 3D, Big Data, rádio frequência e outros fenômenos modernos e inovadores, moldam uma nova forma de fazer logística.

“Estamos a bordo de uma revolução tecnológica que transformará fundamentalmente a forma como vivemos, trabalhamos e nos relacionamos. Em sua escala, alcance e complexidade, a transformação será diferente de qualquer coisa que o ser humano tenha experimentado antes”.  Klaus Schwab,

Para compreender o conceito logística 4.0, será preciso nos arremeter até o passado e falar das Revoluções Industriais e suas transformações ao longo dos séculos:

A Indústria 1.0, refere-se à primeira revolução industrial que teve início na Inglaterra no século XVIII, fase que foi caracterizada por diversas descobertas as quais favoreceram a expansão das indústrias, onde a força mecânica e a máquina a vapor contribuíram com a mecanização dos processos, garantindo a expansão das indústrias têxteis, metalúrgica, siderúrgica e dos transportes. O uso do carvão para alimentar as máquinas foi essencial nesse momento.

A indústria 2.0, ou segunda revolução industrial aconteceu em meados do século XIX e marcou o industrialismo. Período de expressiva especialização da mão de obra e eficiência operacional, onde o ritmo de fabricação era ditado pelas linhas de produção. Com o advento da produção em massa, foi possível multiplicar as capacidades produtivas, destaque para o setor automobilístico (Modelo “T” – Ford).

A indústria 3.0, ou terceira revolução industrial se deu em meados do século XX, marcando um importante momento histórico de transformação digital/tecnológica. Avanço da ciência, eletrônica, robótica, surgimento dos computadores e da informática, criação da internet, de softwares e de dispositivos móveis.

Indústria 4.0 é um termo moderno do século XXI que nasce na Alemanha e retrata a 4ª revolução industrial. Uma tendência à automatização total das fábricas, automatização que pode acontecer através de sistemas ciberfísicos, que são possíveis graças à internet das coisas e à computação na nuvem. O que caracteriza esse novo momento é o conhecimento e a comunicação.

Avanços da tecnologia da informação trazem conceitos como “fábrica Inteligente”, produção avançada, que em suma trata de uma evolução nos conceitos fabris.

A quarta revolução tem o potencial de elevar os níveis globais de rendimento e melhorar a qualidade de vida de populações inteiras e obviamente, o processo de transformação só beneficiará quem for capaz de inovar e se adaptar.

Logística 4.0

É importante dizer que o momento 4.0 não é uma tendência e sim uma realidade. Quem quiser dominar o mercado e sair na frente da concorrência investirá na adoção de tecnologia, e no desenvolvimento de profissionais com visão analítica, potencialização dos resultados apurados com conceitos de Big Data e Cloud Computin.

Na indústria 4.0 com seus sensores e sistemas de controle permitindo que as máquinas se mantenham conectadas a diversas plantas, redes, transportadores, seres humanos e etc. Exigirá uma logística no mesmo viés: conectada, tecnológica, rápida e inteligente.

Essa evolução não só é possível, mas necessária. Grandes corporações já buscam essa mudança de cultura e integração com o novo momento 4.0.

No modelo “antigo” ou tradicional era aceitável:

  • Grandes estoques;
  • Perdas gigantescas de inventários;
  • Perda de ativos;
  • Erros de controle de temperaturas de produtos específicos;
  • Lead time estendido;
  • Centros de distribuição off-line e obsoleto;
  • Desculpas para erros de carregamento e entregas no transporte;
  • Concorrência baixa e sem know-how.

No novo momento, moderno e 4.0 o foco é puramente estratégico:

  • Estoques zero;
  • Lead time curto;
  • Alta conectividade;
  • Informações em tempo real e ao alcance de um clique;
  • Virtualização por meio de sistemas de monitoramento dos processos e operações;
  • Centros de distribuição mais inteligentes;
  • Eficiência operacional na medida em que a IoT (internet das coisas) conecta em tempo real os milhões de embarques rastreados e acondicionados;
  • Gerenciamento e gestão de armazém com sistema moderno e de WiFi/LAN;
  • Visão integrada da cadeia de suprimentos, foco nos serviços e etc.

 

Em um mundo 4.0 onde a cadeia de suprimentos também é 4.0 não podemos esperar uma logística diferente. A logística moderna é conectada fortemente a indústria e com o cliente. Ela rápida, eficiente, informativa, com dados em nuvem e conexão via satélite. Capaz de oferecer não só entregas mais rápida, sem erros, defeitos ou avarias, mas uma experiência aos seus clientes.

Venha conhecer a Brasilmaxi e se surpreenda com nossos processos tecnológicos.

 

Brasilmaxi.

9 Commentários

Deixe um comentário

  1. Francisco das chagas
    Reply

    Olá! Creio que vou chegar e fazer parte de uma equipe 4.0.

  2. Edivilson Floriano
    Reply

    Com certeza! Somos todos parte integrante da 4.0, basta querermos e nos surpreender!

  3. Sílvio
    Reply

    Parabéns pelo excelente artigo e bastante esclarecedor. Eu complementaria que o futuro se planta no presente e a Logística faz parte deste Futuro. Abs.

  4. Charles Ferreira
    Reply

    É fantástico quando podemos visualizar mesmo que ainda distante de nossa realidade nacional, onde o maior obstáculo aos nossos prazos são: a criminalidade, a falta de estrutura, a grande carga tributária além de falta de mão de obra qualificada.

  5. César Gelhardt
    Reply

    Na minha visão a principal ferramenta que permite está evolução, são as parcerias em todos os níveis de profissionais e empresas Dee forma flexível e com transparência de interesses.

  6. Carlos Henrique Da Silva
    Reply

    Boa tarde..!!

    Gostaria de receber e-mails com atualizações das mudanças e seguimentos no mercado, e da pratica com evolução para seguimentos com Operadores Logísticos.

    Obrigado….

  7. Gian Carlo Amaral
    Reply

    Acho a matéria interessantíssima e o mundo caminha para um novo conceito no tratamento da informação com a tecnologia, porém de nada adianta termos tudo isto se no Brasil nossos modais ainda estão aquém da real necessidade.
    É necessário um investimento pesado no melhoramento destes processos o que me parece não ser do interesse do governo(estradas ruins por exemplo).

  8. Rogério Lopes Camargo
    Reply

    No caso de operador logístico com diversos clientes eu acrescentaria uma célula interna da empresa para acompanhar tudo de perto e ter um tempo de reação mais rápida e eficiente .

  9. Luiz Ribeiro
    Reply

    Gostaria de receber informações sobre Logística 4.0 essa oportunidade de ser a melhor e maior em sistema transportes. Agradeço parabens ao grupo Brasilmaxilogistica

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.